fbpx
70 / 100

Suas mãos suam frio, o coração dispara, a respiração acelera, os músculos se contraem e você se sente fora do controle de si mesmo. Essas são algumas reações de que você está diante de uma situação que lhe causa medo! 

Desde o momento em que acorda (e até mesmo dormindo!) você está exposto a várias situações de perigo e incerteza. O medo é um gatilho em situações de estresse e é um sentimento importante para nossa proteção, sobrevivência e defesa. O problema é quando o medo te impede de realizar as atividades que são importantes em seu dia a dia podendo até mesmo gerar outros sintomas mais intensos, como ansiedade, insegurança e depressão.

 

Por que sentimos medo?

O medo sempre está relacionado ao desconhecido, ao mundo externo e a impossibilidade de controle das situações. Você pode ter medo de sofrer um acidente, de contrair uma doença, medo da morte, do escuro, medo de errar, de ser julgado, medo de sofrer, medo da solidão. Até certo ponto esses medos podem te ajudar a ficar mais atento, a se preocupar com sua segurança, ter hábitos saudáveis, pode te levar a se aperfeiçoar em algo, a desenvolver habilidades e assim, transformar o medo em um motivo para seu bem estar e desenvolvimento pessoal.

  

Como o medo pode te ajudar.

 

Aprendemos a viver com medo desde a nossa infância, através de experiências traumáticas ou das crenças negativas que ouvimos durante nossa vida. Embora os medos não sejam uma escolha, somente nós podemos enfrentá-los e eliminá-los de nossas vidas. 

Na maioria das vezes o medo paralisa e toma conta das situações podendo gerar péssimas consequências para quem o sente, sendo o maior motivo para o fracasso e a estagnação.

Eu vou te falar uma coisa que talvez você nunca tenha pensado: O medo serve para te ajudar!

Sim! E sabe em que o medo te ajuda? A ficar alerta e preparado, podendo ser um grande estímulo para a mudança! 

 

 

Conheça 4 dicas de como Vencer o Medo e Desenvolver a autoconfiança!

Clique e veja!

Caso de Regressão para Tratar Dores Sexuais

Caso de Regressão para Tratar Dores Sexuais

Ela já não mantinha relações sexuais devido às dores que sempre sentia durante o ato, além de não sentir prazer se cobrava por isso e recebia cobranças de seu parceiro também.

Não espere mais. Comece a reconstruir seu próprio caminho hoje!

Tirar Dúvidas

Lista de Espera para Atendimento

Assine a nossa newsletter

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de discussão para receber as últimas novidades e atualizações da nossa equipe.

Inscrito com sucesso

Inscreva-se para receber
seus E-books

Inscreva-se para receber

seus E-books

Inscrito com sucesso

× Como posso te ajudar?