5 Dicas para Se Livrar de Traumas do Passado? Descubra!

Se livrar de traumas do passado nem sempre é uma tarefa simples. A dor da rejeição, da perda, da mágoa ou de qualquer outra coisa que nos abalou em nosso passado ou infância costuma trazer uma série de outros sentimentos na bagagem, como medo, rancor e sofrimento intenso.

Superar tudo isso é difícil e exige muito autoconhecimento e, na maioria das vezes, ajuda de um profissional, para que seja possível enxergar o problema de um outro ângulo e de uma nova perspectiva.

No texto de hoje, batemos um papo com a hipnoterapeuta Dayane Faria, que nos explicou que é possível mudar a forma como percebemos o que houve no passado com algumas dicas simples, mas que podem fazer toda a diferença em sua vida. Veja abaixo!

Dicas para Ressignificar Traumas do Passado

Separamos abaixo algumas dicas interessantes para quem ainda está com muitas dificuldades em superar um trauma ou os sentimentos que citamos logo no comecinho deste texto.

1- Procure ajuda especializada

Quando não conseguimos superar um trauma, seja ele qual for, a ajuda de pessoas especializadas pode ser muito significativa. Um desses apoios pode ser encontrado na hipnoterapia, uma terapia voltada para a prática da hipnose, que tem se mostrado muito eficaz para pessoas que sofrem de traumas diversos, como separação, traição, perda de entes queridos, entre outros.

A hipnoterapia, vale lembrar, deve ser realizada por pessoas que tenham o devida formação e experiência para tal. A prática é bastante segura, mas é interessante que os pacientes saibam que esse tipo de intervenção pode mexer com suas emoções – e apenas o terapeuta especializado saberá como lidar com elas.

Seja como for, ao procurar ajuda, certifique-se de que ela é especializada. Em alguns casos, as pessoas procuram hipnoterapia, em outros, é preciso mesclar essas práticas com o psicoterapia.

Se você sente que não está conseguindo lidar com os traumas do passado, a ajuda é fundamental e pode fazer toda a diferença na sua vida. Não hesite em procurar por ela e saiba que todo investimento na sua saúde mental é bem-vindo! Seu estado emocional saudável pode melhorar todos os aspectos da sua vida.

Se já quiser começar agora a aprender como ter mais Controle Emocional, entre para o grupo de orientação da Dayane Faria:

—–> Se você for mulher, entre por aqui!

—–> Se você for homem, entre por aqui!

2- Entenda que os traumas não vão desaparecer

Dayane explica que os traumas são superados, mas não esquecidos. “A hipnoterapia, por exemplo, não apaga o trauma. Mas durante uma regressão, por exemplo, conseguimos voltar a causa do trauma e encontrar maneiras de superar, como se fosse colocar o remédio certo na ferida não cuidada e assim, curá-la, conseguindo seguir sem as dores e bloqueios”.

Isso é interessante de citarmos porque muitas pessoas procuram por terapias ou práticas capazes de fazer com que o trauma seja esquecido. Nada pode fazer isso e nem é saudável que procuremos por algo do tipo.

Todo trauma existe por um motivo e é preciso descobrir o que está fazendo com que ele gere sofrimento e angústia – e não tentar encobri-lo.

Se essa lembrança te causa muita dor, a melhor solução é encará-la de frente, entender quais são as razões por trás desses sentimentos e superá-las! A palavra-chave sempre será superação e nunca esquecimento.

3- Não se sinta vítima do mundo

Muitas pessoas têm traumas do passado que causaram e causam dores inimagináveis. Será que o seu problema te torna uma vítima do mundo? Ou será que você pode sair mais forte dessa situação e encontrar um caminho de cura?

É importante pensar que ninguém merece passar por um trauma e, com certeza, você também não. Mas que essa sensação de ser vítima deve ser sempre substituída por um sentimento de autocuidado e determinação em melhorar.

Obviamente, não é um processo fácil e nem rápido. Mas querer melhorar é um primeiro passo para encontrar uma solução mais eficaz.

4- Não menospreze o seu trauma

Assim como não devemos nos vitimizar, temos que evitar a ideia de que nosso trauma vale menos do que o trauma de outra pessoa. Não menospreze os seus sentimentos e nem tente empurrá-los para debaixo do tapete.

Muitas pessoas passam por sintomas de depressão, ansiedade e sofrimento simplesmente porque não darem a devida atenção ao seu trauma. Saiba que é normal e saudável sofrer quando algo ruim acontece. Não se esconda!

5- Siga aprendendo

Quando algo ruim acontece em nossas vidas, temos opções diante delas, como as que falamos acima. Você pode se vitimizar, ignorar o que sente ou, na melhor das hipóteses, aprender algo com o trauma.

Sem dúvidas, a última opção é a mais inteligente e que mais lhe trará bons frutos. Tente entender o que aquilo pode mudar em você, se existe algum aprendizado que você pode tirar de todo o acontecimento e o quanto é possível crescer nessa situação.

Aqui a dica é: ressignifique o trauma! Tente trabalhar sua mente para encontrar uma saída que te deixe mais tranquilo diante de tudo. Segundo Dayane, “Superar um trauma, uma perda, um término ou uma rejeição não é uma tarefa fácil para todos. Alguns demoram mais tempo e precisam de uma mão para sair do sofrimento. Porém, existem caminhos que podem ajudar, a Ressignificação é uma delas.”

É possível Ressignificar através da hipnoterapia, mas pode ser uma prática desenvolvida a partir autoconhecimento!

Quer aprender como desenvolver sua capacidade de aprender com a vida e se autoconhecer?

Entre para o Grupo de Educação Emocional orientado pela Hipnoterapeuta Dayane Faria:

—–> Se você for mulher, entre por aqui!

—–> Se você for homem, entre por aqui!

Existe Causa para esse Sofrimento

Ninguém disse e nem dirá a você que é fácil superar um trauma do passado. Esse é um processo lento, difícil e que precisa ser vivido no seu tempo, sem pressa e sem pressão para chegar ao fim.

É preciso respeitar os seus limites, entender suas dores e se dar a chance de voltar a ser feliz mesmo depois que algo muito ruim atingiu sua vida. Você não é o seu trauma e é possível voltar a ser quem você era antes dele – ou até uma pessoa ainda melhor!

Gostou das dicas de hoje? Compartilhe nas redes sociais!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×